quinta-feira, 11 de junho de 2015

JURASSIC WORLD (2015)

Jurassic World ou o vídeo de casting de Chris Pratt para Indiana Jones.


É capaz de haver SPOILERS.
Foram precisos 22 anos de espera por mais uma sequela do primeiro filme. O que pensaram os produtores, realizador, argumentistas? Vamos cagar para o 2 e o 3, e vamos fazer uma espécie de sequela que serve de reboot
Dúvida principal: valeu a espera? 
Valeu pois!
Sejamos sinceros: não comparemos este World com o filme de 1993. São tempos diferentes.
A idade de um puto que ficou maravilhado em 1993 com o Jurassic Park não é a mesma idade em 2015. E um puto de 11 anos em 1993 é diferente de um puto de 11 anos de 2015. 
Os putos de agora já não ficam maravilhados com algo que vêm no cinema. Vêem hoje um filme. Amanhã já o esqueceram, porque entretanto já sacaram outra coisa qualquer para ver. Os putos de agora não ficam meses a falar de um filme que vai chegar ou que acabaram de ver. É triste (na minha opinião) mas é a evolução dos tempos. Tenho pena que um filho meu não vá sentir esse deslumbramento numa sala de cinema. 
Pequeno aparte:
No ano passado, durante a reposição do Jurassic Park nos cinemas, desta vez em 3D, fiz um exercício curioso. Fui ver a reposição duas vezes ao cinema. Das duas vezes havia miúdos na sala. Experimentei ver as reacções dos miúdos em cenas que achava que deslumbravam, como por exemplo a cena onde aparece o primeiro dinossauro. Não houve a mínima mudança nas caras desses miúdos. Os pais pareciam mais entusiasmados que os filhos. De certa forma fiquei desiludido, mas tive que me resignar. Os tempos são outros.


Bem, a minha ansiedade para este filme era muita. Depois da saída do primeiro trailer, a ansiedade foi-se mantendo.
E começo pelas conclusões: saí satisfeito do filme. Gostei do rumo que as coisas iam tomando, apesar da normal previsibilidade das coisas.
Por um lado, nota-se que foi feito por fãs e para os fãs do primeiro filme. Existem tantos pequenos "easter-eggs" ou pequenas "homenagens" ao primeiro que tive dificuldade em apanhar todas. E na maioria das vezes  notou-se que não eram metidas a pontapé, como muitas vezes acontece noutros reboots. Essas "pequenas homenagens" faziam sentido (ainda tenho de voltar a ir ver para conseguir apanhar todos esses detalhes).
Bem, da história já se leu muito nessa internet: temos agora o parque a funcionar, cumprindo o sonho de John Hammond. Em vez da meia dúzia de personagens do primeiro filme, temos aqui 20,000 pessoas, que são potenciais refeições às dezenas de espécies de "animais".
Temos um Indominus Rex, que tem mais dentes que qualquer outro dinossauro e com a capacidade de um Predator, ou seja, camufla-se tal e qual um camaleão.
Uma das questões que afligiu os fãs foi o facto de nos trailers termos uns raptors amestrados. Epa, o rumo que isso acabou por tomar funcionou. Desde o primeiro filme que se fala da inteligência acima da média destes personagens. E convenhamos, se já no primeiro filme os Velociraptors eram os dinossauros mais cool, aqui isso não foge à regra. Mas lá está, neste há um "too much CGI"... Mas pronto, mesmo esse CGI não soou tão a falso como noutros filmes actuais.
Outro dinossauro em destaque foi o Braquiossauro doente. Talvez o único dinossauro a ser representado por um boneco real, construído pela equipa de efeitos especiais.
Finalmente, o T-Rex. Há pouco T-Rex neste filme, mas ele aparece (tal e qual no primeiro filme) para salvar o dia e mostrar quem é o verdadeiro Rex! Mesmo na cena final, é ele que aparece em grande plano com vista para toda a ilha, como a mostrar que é ele que ali manda.


Dos actores, Chris Pratt é digno sucessor de Sam Neill. Impecável, até porque já conhecemos o lado mais cómico que ele consegue incutir nos personagens. Aposto o meu testículo esquerdo em como ele será o próximo Indiana Jones!
De resto todos cumprem!

Pontos negativos:
- a cena do beijo, enquanto muitos morrem por trás!
- a gaja passa o filme todo a correr e fugir de saltos altos!
- Muito CGI, ainda que o CGI seja bom!
- Falta uma "kitchen scene".

Nota final:
Irei rever o filme no cinema, desta vez em 3D, mas só daqui a umas semanas para apanhar a sala vazia, e não levar com os pipoqueiros! Eu sei que é um filme-pipoca, mas caramba, não precisam de fazer tanto barulho!

2 comentários:

  1. Bolas, depois de ler isto tenhi de convencer a Maria...

    ResponderEliminar
  2. Não vale a pena confiar muito no que digo!! eheh

    ResponderEliminar